De olho no Espinhaço, Cabral e Peruaçu

     - ÁGUA E GENTE  será o tema da 5ª Expedição Caminhos dos Geraes, que irá desbravar todo o potencial da serra do Espinhaço, serra do Cabral e o vale do Peruaçu -

    Com a roupa do corpo, uma matula pendurada no ombro, uma câmera e um gravador na mão, ou um telefone celular e um olhar de um autêntico explorador, pesquisadores, ambientalistas, jornalistas, professores, fotógrafos, cinegrafistas, estudantes, representantes políticos e convidados irão desbravar todo o potencial da serra do Espinhaço, serra do Cabral e o vale do Peruaçu, na 5 ª Expedição Caminhos dos Geraes.
    Executada pela Fundação Genival Tourinho, com apoio da Prefeitura de Montes Claros, através da secretaria municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Montes Claros, a Expedição Caminhos dos Geraes é um evento que foi iniciado no ano de 2005 onde diversas pessoas se deslocam pelo território norte mineiro observando as belezas naturais como veredas, cachoeiras, rios, parques e cavernas bem como catalogando e inventariando os mais variados níveis de agressão ao meio ambiente. A Expedição também conta com o apoio do IEF, IDENE e dos institutos Grande Sertão e Vidas Áridas.
    Para Paulo Ribeiro, secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Montes Claros e idealizador da expedição, não se trata apenas de mais uma aventura pelo sertão mineiro, e sim, um alerta para a população sobre a degradação do nosso meio ambiente provocada por ações inconsequentes. “Esse é um evento importante da agenda ambiental regional, pois permite fazer uma leitura atual dos diversos processos tanto sociais quanto ambientais que envolvem a sociedade norte mineira, já que a degradação ambiental que enfrentamos é resultado da ação humana de maneira desordenada”.
    Segundo o secretário, tais ações precisam ser repensadas e postas em evidência para garantir às futuras gerações um ambiente onde seja possível viver bem e para o bem. “Precisamos pensar os desafios, propor e executar políticas públicas que alcance um maior número de pessoas e ambientes diferentes para buscar soluções que amenizem o principal problema que enfrentamos que é a escassez de água”. 
    A última edição da expedição foi realizada no ano de 2008. Devido a mudanças na gestão municipal de Montes Claros, a Expedição Caminhos dos Gerais deixou de ser realizada e, consequentemente, alguns eventos importantes do ambiente natural tanto municipal quanto regional deixaram de ser catalogados.
    A 5ª Expedição Caminhos dos Geraes será realizada durante quatro dias, no período de 07 a 10 de setembro e percorrerá a serra do Espinhaço, serra do Cabral e o vale do Peruaçu.

     

    Serra do Espinhaço

    O primeiro roteiro, denominado roteiro do Espinhaço, sairá de Montes Claros com destino a Juramento e Itacambira. De Itacambira, por cima da serra do Espinhaço, a expedição irá até Botumirim. Lá, cachoeiras e campinas serão visitadas, além de grutas que compõem a paisagem natural e, também, informam a ação predatória do homem no ambiente. Depois seguirão para os municípios de Cristália e Grão Mogol.
    Esse roteiro foi proposto porque coincidirá com o momento de criação do Parque Estadual de Botumirim. O Parque é resultado de lutas e desafios de pessoas e instituições que lutam para preservar a fauna e flora local, além das cachoeiras belíssimas existentes no município.

     

    Serra do Cabral

    O segundo roteiro, denominado Serra do Cabral, sairá de Montes Claros com destino a Jequitaí onde será visitado o local de construção da barragem de Jequitaí (chupador). De lá, seguirá para Francisco Dumont subindo a Serra do Cabral. Depois, descemos em direção a Joaquim Felício e Buenopólis para, em seguida, chegarmos a Augusto de Lima. No último dia seguiremos até Lassance e Várzea da palma para, em seguida, retornar a Montes Claros. O objetivo desse percurso é catalogar a grande degradação ambiental provocada por empreendimentos de exploração florestal e mineral. Esse é um percurso de difícil execução por ser longo e tortuoso.

     

    Vale do Peruaçu

    O terceiro roteiro, chamado de Peruaçu, sairá de Montes Claros com destino a Januária. De lá seguirá até região de Pandeiros que abriga um dos aquíferos do rio São Francisco e é um berço natural onde várias espécies se reproduzem e se desenvolvem, sendo considerado o pantanal mineiro. Depois, a Expedição seguirá para a região do Gibão, no município de Montalvânia. Nesse tempo, será visitado o Parque Nacional Grande Sertão Veredas onde serão catalogados os problemas do seu entorno. O rio Carinhanha será visitado e, no dia seguinte, a Expedição seguirá para o Parque Nacional Cavernas do Peruaçu. Lá, importantes paisagens naturais serão visitadas bem como os problemas ambientais do seu entorno relatados.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper