App que apaga fotos com Aécio vira febre na internet

     - O aplicativo que, ainda não possui um nome oficial, está sendo chamado de AéSOS pelos desenvolvedores e deve estar disponível para Android e iOS até o fim do dia.

     Celebridades como Ronaldo, Bernardinho, Ana Paula do Vôlei, Zezé Di Camargo e outros que aparecem em vídeos na época da campanha de Aécio, já demonstraram interesse, inclusive em financiar o projeto.

     Após ser flagrado em gravações onde pedia R$ 2 milhões em propina, Aécio Neves achou que seu dia não poderia ficar ainda pior. Errou. Logo após o escândalo, amigos e apoiadores de Aécio foram flagrados apagando fotos com o senador das redes sociais. O primeiro flagra aconteceu na conta oficial no Instagram do apresentador Luciano Huck. Vendo uma oportunidade de mercado, dois jovens cariocas criaram um aplicativo que promete atender a enorme demanda.

    Criador da camiseta ‘A Culpa não é minha – Eu votei no Aécio’ evita comentários

    O estilista Sergio K., criador das camisetas ‘Uai We Can’ e ‘A Culpa Não É Minha – Eu Votei no Aécio’, disse que se arrependeu de ter elaborado os modelos e alegou que nunca mais vai produzir itens políticos há duas semanas à Veja São Paulo.

    Depois das notícias veiculadas na quarta-feira, 17, que informam o envolvimento do senador em um esquema de propina, o estilista foi satirizado nas redes sociais.
    A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo entrou em contato com a marca nesta quinta-feira e a assessoria de imprensa informou que Sergio K. não quer mais se pronunciar sobre esse assunto.
    Ele alegou anteriormente que envolveu sua marca em uma questão que poderia ter ignorado. As peças em questão foram vendidas por R$ 99 na época. Aécio Neves chegou a procurar o empresário e pedir alguns exemplares.

    © 2015 Your Company. All Rights Reserved. Designed By JoomShaper